Dor ciática: o que você precisa saber?

Homem sentado no sofá com uma das mõas na parte inferior das costas, a cabeça abaixada e a outra mão apoiada na mesa. Ele está com dor ciática

A dor ciática, como o próprio nome já indica, nada mais é que um desconforto intenso causado pela compressão ou inflamação do nervo ciático. Este, por sua vez, localiza-se na parte inferior das costas e possui ramificações que vão até os quadris, nádegas e pernas.

Normalmente, essa condição costuma acometer apenas um dos lados da coluna, irradiando a dor até os joelhos. A boa notícia é que, embora bastante intenso e incômodo, esse quadro desaparece em poucas semanas se tratado de forma correta.

Continue conosco para saber tudo sobre esse assunto.

O que você precisa saber sobre a dor ciática?

A dor ciática geralmente começa com uma hérnia de disco. Algum tempo atrás, publiquei um artigo que explica tudo sobre essa condição. Para acessá-lo, basta clicar aqui.

Resumidamente, nossas vértebras são separadas e amortecidas por discos planos, flexíveis e redondos de tecido conjuntivo. Quando um desses discos se desgasta, seu centro pode “sair do lugar” e pressionar os nervos que estão ao seu redor (sendo um deles o ciático).

São outras possíveis causas para essa condição:

  • estenose lombar vertebral: corresponde ao estreitamento dos espaços que existem dentro de nossa coluna vertebral, podendo pressionar os nervos que viajam por ela (especialmente o ciático).
  • espondilolistese: é uma condição que afeta as vértebras inferiores da coluna, fazendo com que elas deslizem para a frente e se desloquem em direção ao osso que está logo abaixo delas. Essa movimentação, obviamente, pode comprimir os nervos que estão ao seu redor.
  • trauma: acidentes e grandes impactos que acometem a coluna podem desencadear a dor ciática.
  • síndrome do piriforme: distúrbio neuromuscular incomum. Ocorre quando o nervo ciático é comprimido pelo piriforme, músculo plano e em forma de faixa localizado nas nádegas, próximo da articulação do quadril.
  • tumores vertebrais: qualquer tumor que se desenvolva na região da coluna vertebral pode, ocasionalmente, comprimir os nervos que estão próximos a ele.

Sobre o nervo ciático

É o nervo mais longo do corpo humano. Para se ter ideia, ele começa na parte inferior das costas (lombar) e se divide para percorrer os quadris, nádegas, pernas e pés de ambos os lados.

Sintomas da dor ciática

A dor ciática geralmente se irradia da parte inferior das costas até as nádegas, coxa e panturrilha. Ela pode variar de leve a extremamente aguda, e ainda vir acompanhada de sensação de queimação, dormência, formigamento e fraqueza na perna ou no pé.

Fatores de risco

  • idade: a maioria das pessoas que sofrem de dor ciática tem entre 30 e 50 anos.
  • peso: alguns quilos extras podem exercer maior pressão sobre a coluna, o que torna a pessoa mais suscetível a sofrer de hérnia de disco ou qualquer outra condição que ocasione a dor ciática.
  • sedentarismo: o fortalecimento dos músculos da coluna é essencial para mantê-la no lugar.
  • praticar atividades que exijam carregamento repetitivo de peso.

E, por fim: quais são os tratamentos para a dor ciática?

A maioria das pessoas com dor ciática melhora dentro de algumas poucas semanas, desde que siga as recomendações do médico à risca. As orientações mais comuns são:

  • tomar analgésicos para aliviar a dor;
  • colocar compressas mornas na parte inferior das costas;
  • fazer alguns exercícios de alongamento para aliviar a dor na lombar;
  • fazer atividades leves (se você ficar muito tempo parado, o nervo continuará irritado. A melhor forma de reduzir a inflamação é se movimentar).

Em casos mais graves, pode ser que você precise:

  • tomar anti-inflamatórios e/ou relaxantes musculares;
  • submeter-se a injeções de esteroides;
  • fazer algumas sessões de fisioterapia;
  • cirurgia.

E aí, gostou do texto? Para ler mais conteúdos como este, fique de olho em nosso Site e siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook e Instagram)! Estamos te esperando.

Texto originalmente publicado no portal Convite à Saúde

Arquivos

Posts recentes

Comentários

    Redes Sociais

    WhatsApp chat